terça-feira, 19 de junho de 2018

Enxergando Como Deus Enxerga

Clique no Player abaixo e ouça essa palavra, onde eu falo sobre "Enxergar as situações sob a ótica de Deus!" Quantas vezes não conseguimos fazer isso, e uma visão deturpada de qualquer situação rouba o nosso entendimento. Ouça, medite nessa palavra e seja abençoado por Deus!

Podcast Hosting - Music podcasts -

Mulheres Que Cuidam dos Seus Maridos...

Por 14 anos eu os  vi chegar todo domingo de manhã para o culto de mãozinhas dadas, sempre sentados um ao lado do outro, sempre gentis, alegres e carinhosos um com o outro.

A casa deles era um lugar de muito amor. A vida deles era cheia de muito amor.

O casamento deles era algo vivo, cheio de carinho, cuidados, abraços, palavras carinhosas e de amor...

Me dirijo as mulheres casadas que vão ler esse texto: cuidem do seu casamento, do seu companheiro, do que entrou em sua vida pelas portas do amor.

Reconheço que Satanás trabalha noite e dia para tentar destruir o projeto de Deus que chamamos de família. Não apenas para separar pessoas unidas um dia pelo amor, mas sobretudo para que as pessoas vivam mal umas com as outras, numa relação doentia, de falta de respeito e carinho, indiferentes umas às outras, ferindo-se também.

Não raras vezes a brecha vem através da relação de esposos e esposas.



O amor que começou lindo, como um projeto de vida a dois, de companheirismo, se não for cuidado diariamente, corre sério risco de virar lugar comum, banal, superficial, peso, "cruz"... Um lugar sem companheirismo... Um lugar de solidão e ressentimentos.

Sei que os homens não raras vezes não são tão atenciosos, gentis, cavalheiros, companheiros, românticos. E as esposas não raras vezes deixam que essa seja a direção que o casamento e o relacionamento sigam.

Cremos que Deus pode mudar histórias, transformando desertos em oásis, espinhos em pelúcia, indiferença em companheirismo, grosseria em gentileza... Por isso, independente da situação, ore pelo seu marido. Trate-o com respeito, com honra, com amor. Particularmente com o amor ágape.

Mesmo que o outro não mereça. Faça por graça! Profeticamente para reafirmar e consagrar o companheirismo ou mesmo à espera de cura para relacionamentos onde um feriu profundamente o outro.

Diga palavras de carinho, de amizade. Palavras gentis. Toque-o carinhosamente. Não falo de toques com conotações sexuais. Mas de um cafuné, um beijo na testa, um toque no ombro, um abraço.

Por favor, não quero que ninguém responda, mas quando foi o último abraço, a última vez que falaram carinhosamente um com o outro? A falta de romance não pode implicar na falta de companheirismo e de generosidade.

Se puder manter o ramance, bênção. Se deseja recuperar o romance, bênção. Tudo é possível ao que crê!

A cura e a restauração do carinho, do respeito, da gentileza, das palavras carinhosas e abençoadoras em alguns relacionamentos serão mais difíceis do que em outros. Aliás, a restauração de qualquer relacionamento exige esforços, paciência, oração, poder do Espírito Santo.

Prá quem quiser entender o que estou falando têm de ver os filmes "Quarto de Guerra" (que fala sobre o lugar de oração na vida do casal e da família) e "A prova de fogo" que testemunha o trabalho que reconstruir respeito e confiança necessitam.

Boa parte da confusão que estamos vendo em nosso mundo, acredito que até mesmo algo dentro da atualíssimo discussão da questão de gênero, tem a ver com as figuras e pai e mãe, de homem e mulher, destruídas por relações embrutecidas, homens violentos ou enfraquecidos, mulheres agredidas ou agressoras... Obviamente não é uma explicação pra questão da homossexualidade, o que não me proponho a fazer... Sim, para que haja admiração e respeito, homem e mulher precisam se dar ao respeito! Precisam ser modelos positivos. O que certamente exige, no mínimo, haver muito respeito e companheirismo entre ambos.

Tenho visto homens-maridos-pais vilipendiarem suas esposas, tratando-as sem honra. Como respeitar esse tipo de homem?

Tenho visto mulheres-esposas-mães vilipendiarem seus esposos, tratando-os sem honra. Como respeitar esse tipo de mulher?

Um destrata o outro, enfraquecendo um ao outro. De modo que aparentemente ninguém presta, que casamento é um lugar de infelicidade e a "cruz" que se tem de carregar, e a família, sem honra e respeito, torna-se um lugar de gente infeliz, frustrada, vítima e algoz ao mesmo tempo.

Ore agora pelo seu marido.

Fale agora uma palavra gentil. Mesmo que seja por zap ou telefone.

Trate-o com honra e respeito. Que todos vejam e saibam que essa é sua opção.

Fale sem murmurar, gritar, aborrecer, xingar ou demonstrar impaciência e mania de criticar.

Quem sabe um abraço?

Confie na lei da semeadura! Quem age com misericórdia a misericórdia o honrará! Por outro lado, quem planta ventos colhe tempestade. E se o casal estiver no meio de uma tempestade, não importa o tamanho do furação, a voz de Jesus pode acalmá-lo e gerar bonança. Deponha as armas! Faça as coisas do jeito do Evangelho. Bem-aventurada as mulheres pacificadoras, pois serão filhas de Deus e reconhecidas como tal.

Semeie honra!

quinta-feira, 30 de março de 2017

Cristo ou Barrabás? Oração ou Música de Sax?

Durante todo o tempo em que Daniel esteve na Babilônia, ele não foi proibido de orar, a despeito de ser minoria e escravo em uma nação idolatra e pagã... Por que? Porque quando teve oportunidade manifestou a glória do Seu Deus de maneira tremenda. Havia uma sentença de morte contra os magos e advinhos (escalão do qual ele fazia parte) e o mesmo chamou para si a responsabilidade declarando "o Deus a quem eu sirvo dará a revelação do sonho do Rei Nabucodonosor"...  Tal foi sua atuação, que creio que os magos que foram visitar o recém nascido Jesus Cristo era descendência desses que viram na vida de Daniel o poder do Deus vivo. Os próprios Nabucodonosor e Dario - reis históricos -  reconheceram a grandiosidade do Deus de Daniel. É bem verdade que sua postura lhe custou perseguição, mas o Deus a quem Daniel servia de contínuo o livrou. A  Secretária de Mulheres do Governo Michel Temer, Fátima Pelaes, faz reunião de oração e é criticada... George Israel, ex Kid Abelha toca "This Girl" em avião e é ovacionado... É claro que a sociedade, o mundo presente,  prefere o "pão e circo" à disciplina daquilo que é servir à Deus. Afinal, o mundo jaz no maligno, e esse mesmo maligno não tem interesse que as pessoas se reúnam para orar... a música do saxofone de Israel não incomodou nenhum dos famosos que estavam no avião da Gol - entres eles Isis Valverde, Josie Pessoa e Sérgio Malandro. Mas a oração de Fátima Pelaes repercurte, lebrando que o Estado é laico. O que falta ao Evangelho de hoje é respeito. E respeito somente se alcança quando deixamos de ser singulares para sermos plurais, ou seja, quando atingimos a coletividade. Mais uma vez, Jesus mostrou porque Ele é caminho, verdade e vida, pois ao declarar que deveríamos ser "sal da terra e luz do mundo", Ele nos deixou o mandamento de influenciarmos o mundo ao nosso redor com nossas ações. Foi assim que fez Daniel e por isso foi respeitado. Enquanto a Igreja manifestar um evangelho de quatro paredes, um evangelho para o próprio umbigo, continuará a ser tratada dessa maneira, desvalorizada. Nada contra a cultura e a boa música. Sou contra sim um evangelho que não traz transformação, que tem manifestações liturgicas e não testemunhais e que ainda fica se sentindo o coitadinho quando confrontado. Falta autoridade para não temer a cova dos leões. Falta autoridade para mostrar para o Rei quem é o verdadeiro Poderoso. Façamos a diferença. Sejamos a Igreja que seja respeitada pelo seu testemunho! (Para você entender melhor a postagem veja essas duas matérias http://ego.globo.com/famosos/noticia/2017/01/isis-valverde-e-famosos-se-divertem-em-voo-ao-som-de-george-israel.html e http://www.brasil247.com/pt/247/brasilia247/287716/Secret%C3%A1ria-das-Mulheres-de-Temer-faz-culto-evang%C3%A9lico-em-gabinete.htm

segunda-feira, 13 de março de 2017

ABRA-SE AO NASCER DE UM NOVO TEMPO

 

O Início do Outono 2017 será na semana que vem, no dia 20 de março de 2017 e termina dia 20 de junho de 2017.

Se prestarmos mais atenção aos detalhes da natureza, perceberemos que cada estação do ano traz mensagens e convites específicos. No entanto, muitas vezes não conseguimos enxergar esses sinais porque insistimos em achar que não somos parte integrante do meio ambiente. Cada estação do ano nos convida a novas posturas e nos oferece uma série de aprendizados para a vida. O outono, é uma época especialmente recheada de significados que podem enriquecer nossas percepções. Esse período chega logo após o verão, aquela estação de tempo quente, aberto, de plena luz e em que nossos movimentos tendem para o mundo externo. Não é à toa que para chegar a uma estação intermediária precisamos das "águas de março", uma chuvinha persistente que vai resfriando o tempo aos poucos.

O outono é uma época de transição entre os extremos de temperatura verão-inverno. Qual é a principal imagem que lhe vem à mente quando pensa em outono? É bastante provável que a maioria das pessoas responda a essa pergunta lembrando da clássica imagem das árvores perdendo suas folhas. Mas você sabe por que acontece essa perda? Se as árvores não as deixassem ir, não sobreviveriam à próxima estação. As folhas se queimariam com o frio do inverno e, assim, os ciclos de respiração da árvore se findariam bruscamente, o que resultaria no fim da vida. A natureza nos mostra mais uma vez a beleza de sua sabedoria: é preciso entrega, é preciso deixar ir o que não serve mais, para proteger o que é mais importante."A natureza nos mostra mais uma vez a beleza de sua sabedoria: é preciso entrega, é preciso deixar ir o que não serve mais, para proteger o que é mais importante."

O que a princípio pode parecer uma perda é na verdade um ganho: ela ganha mais tempo de vida, e chega renovada às próximas estações.

Reflita a partir disso: o que você precisa deixar ir, do que você precisa abrir mão para seguir firme para os próximos ciclos, para continuar a crescer? O outono é também estação de amadurecimento dos frutos. É o tempo de deixar ir inclusive os resultados de nossos esforços, para que novas forças possam gestar outros futuros projetos.

Durante essa época é válido observar quais elementos em você precisam ser sacrificados para que o mais sagrado para sua vida seja preservado ou resgatado. Pense na palavra sacrifício a partir de sua etimologia: é um sagrado ofício, um trabalho, uma ação que possui um caráter sagrado, para além do superficial, que transcende o banal, que tem um significado maior.

 

outono-foto

No outono, é importante questionar se o medo e a dúvida estão impedindo seus ideais maiores de serem realizados. Reflita se alguns comportamentos repetitivos lhe afastam do seu real potencial criativo. Talvez seja chegado o momento de tomar consciência e assumir uma atitude de compromisso consigo, desapegando-se daquilo que não lhe serve mais, daquilo que esteja impedindo seus passos rumo às próximas estações de seu crescimento.

Não é simples, nem fácil, mas também não é impossível. Como tudo na natureza, nossos processos de mudança carecem de tempo para se instalarem. Tempo para ir amadurecendo, até que seja o momento da colheita. Passo a passo, reflita sobre os pesos desnecessários que podem estar atrasando seu caminhar, vá se desapegando e deixando ir.

Lembro agora as palavras de Tom Jobim: "São as águas de março fechando o verão, é promessa de vida no meu coração". Mesmo que as águas pareçam dar fim ao melhor da festa do verão, na verdade, elas estão nos mostrando que a vida segue e novas estações virão! Acredite: observando a natureza podemos concluir que depois da noite sempre vem o dia. Acredite que vale a pena se libertar para deixar nascer um novo tempo.