quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Turma do Chaves cantando Me dá Poder de Filho (Marcelo Aguiar)

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Dança não é só coisa da moçada...

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

NÃO RETROCEDA!

"Vou pescar, disse-lhes Simão Pedro. E eles (cinco outros discípulos): "nós vamos com você". Eles foram e entraram no barco, mas naquela noite não pegaram nada..." João 21.3 (NVI)
Pedro estava frustrado por ter negado (pecado contra) Jesus e desacreditado de que Ele ressuscitaria.

Por causa desses terríveis sentimentos tomou uma decisão: "Vou pescar", ou seja, a partir de hoje não quero mais compromisso com o Senhor... voltarei a minhas antigas práticas.

Talvez você, hoje, assim como Pedro, encontre-se frustrado consigo mesmo por ter falhado no planejamento que fez ao declarar seu amor a Deus. Talvez esteja dizendo: "Eu estava indo tão bem... estava sendo um bom discípulo... o que aconteceu de errado?"

A natureza humana puxa você para fazer coisas erradas e o inimigo de nossas almas supervaloriza seus erros fazendo com que você pense que não há mais jeito para você, assim como não há para ele. Mas isso é uma mentira (ele é experto nisso). Enquanto você respirar, pode e deve se arrepender sinceramente, abandonar o erro e continuar.

Saiba que Deus está bem pertinho de você aguardando sua decisão de segui-Lo para terminar a obra que tem a fazer em e através de você.
Ele diz assim: "Filho, errou? puxa vida, não era pra ter feito isso, mas já que fez, você tem um advogado, fale com ele... arrependa-se, volte a me obedecer e CONTINUE!"

Assuma esta postura hoje!

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Viva Tranquilamente

Por Pr. Josué Praça

"Jesus estava na popa [do barco], dormindo com a cabeça sobre um travesseiro. Os discípulos o acordaram e clamaram: 'Mestre, não te importa que morramos?' Ele (Jesus) se levantou, repreendeu o vento e disse ao mar: 'Aquieta-se! Acalme-se!' O vento se aquietou, e fez-se completa bonança." Marcos 4.38,39 (NVI)

Que cena maravilhosa esta!!! O que mais me chama atenção nesta situação é que enquanto os discípulos se desesperavam por causa da terrível tempestade que abateu o barco onde estavam, Jesus dormia.

Seus discípulos notadamente estavam ressentidos com o Mestre porque estava muito tranquilo diante da tormenta. Eles queriam que Jesus tivesse o mesmo sentimento deles no momento, que era de pavor.

Sua atitude de paz durante a tempestade era porque Ele sabia que nada de mal os aconteceria porque possuía o controle total da situação. Por isso, quando acordou, Jesus apenas disse duas simples e pequenas frases: "Aquieta-se! Acalme-se" e a sequência foi: "houve completa bonança".

Jesus ficou chateado com a atitude medrosa dos discípulos e percebeu que eram homens sem fé.

Quero fazer uma pergunta a você, que é a mesma que Jesus me faz no momento: Por que está com tanto medo e falta de fé diante desses problemas a seu redor?

Jesus quer que você tenha um espírito tranquilo diante do forte vendaval, porque esta atitude demonstra confiança em Sua intervenção.

Se os discípulos conhecessem Jesus plenamente, não teriam se atemorizado. Acordariam o Mestre assim: "Jesus, Jesus, desculpe acordá-lo, mas gostaríamos que desse uma olhadinha lá fora. Há um pequeno problema a ser resolvido, mas não precisa se preocupar que não é nada diante do Seu poder." Chega ser engraçado não é? 

Quantas vezes ao analisar a Palavra pensamos que os discípulos deveriam ter outra atitude, mas quando chega a nossa vez (discípulos modernos, plenos conhecedores da ação de Deus) agimos da mesma forma ou pior que eles.

Jesus diz a você para que aja tranquilamente, independentemente das circunstâncias. Confie nEle!!!! Mesmo que pareça estar no fim, confie porque Deus tem o controle sobre o vento e o mar que querem destruir você e Ele os acalmará. Sei que a tendência natural é ter atitudes como a dos discípulos, mas esforce-se para ter o mesmo espírito de calma e paz que Jesus teve.

 
 


 

Laerte e Suami Lafayett - 25 Anos de Muito Amor...

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

A candidata Dilma e o Joãozinho.... Sempre o Joãozinho!

E a Dilma (ministra-candidata) foi a uma escola conversar com as criancinhas, acompanhada de uma comitiva.

Depois de apresentar todas as maravilhosas propostas para seu governo (se eleita), disse às criancinhas que iria responder perguntas.
Uma das crianças levantou a mão e, Dilma perguntou:
- Qual é o seu nome, meu filho?
- Paulinho.
- E qual é a sua pergunta?
- Eu tenho três perguntas. A 1ª é "Onde estão os milhões de empregos prometidos na campanha presidencial passada?". A 2ª é "Quem matou o Prefeito Celso Daniel?". E a 3ª é "A senhora sabia dos escândalos do mensalão ou não?".
Dilma fica desnorteada, mas neste momento a campainha para o recreio toca e ela aproveita e diz que continuará a responder depois do recreio.
Após o recreio, Dilma diz:
- Ok, onde estávamos? Acho que eu ia responder perguntas. Quem tem perguntas?
Um outro garotinho levanta a mão e Dilma aponta para ele.
- Pode perguntar meu filho; como é seu nome?
- Joãozinho, e tenho cinco perguntas. A 1ª é "Onde estão os milhões de empregos prometidos na campanha presidencial passada?". A 2ª é "Quem matou o Prefeito Celso Daniel?". A 3ª é "A senhora sabia dos escândalos do mensalão ou não?". A 4ª é "Porque o sino do recreio tocou meia hora mais cedo?". E a 5ª é "Cadê o Paulinho??".

terça-feira, 12 de outubro de 2010

O Campo e o Mercado

Por Robert J. Tamasy

 A vida do campo traz pouca referência para muitos de nós que atuamos no mundo de negócios. Mas muitos princípios de uma fazenda se aplicam ao mercado de trabalho. O fazendeiro, por exemplo, precisa cultivar o campo, preparando-o para receber as sementes. Nos negócios também se "cultivam" clientes em potencial, construindo relacionamentos e os convencendo que serão mais bem servidos que no concorrente.

Outro princípio faz parte do que geralmente chamamos "leis da colheita". Quem já trabalhou no campo entende estas leis. Mas não é preciso ter experiência com lavoura, nem tampouco diploma em agronomia ou botânica para reconhecer sua importância. Estas leis podem ser encontradas na Bíblia, em Gálatas 6:

 Colhemos o que semeamos. Se plantarmos sementes de cenoura cultivaremos cenouras. Se semearmos nabo colheremos nabo. Aplicando ao contexto empresarial, se persistirmos em demonstrar desconfiança – com empregados, clientes ou fornecedores – eles também responderão com desconfiança. Se os tratarmos com gentileza e cuidado nos predispomos a receber em troca o mesmo tratamento. "O que o homem semear, isso também colherá" (Gálatas 6.7).

A colheita surge em outra estação. O agricultor mais amador sabe que não se plantam sementes em um dia e esperar plantas adultas no dia seguinte. "Sementes" plantadas hoje, boas ou más, darão frutos no futuro. É freqüente ouvir de líderes que sofreram conseqüências de suas imprudências anos depois. Podem ter pensado que tivessem escapado, mas tempos depois suas ações foram expostas. Pode-se manter elevados níveis de integridade e excelência e só colher "frutos" dessa dedicação no futuro. "No tempo próprio colheremos"  (Gálatas 6.9).

Colhemos mais do que semeamos. Se plantarmos um grão de milho colheremos mais que outro grão. Um único pé apresentará várias espigas. Se fizermos o melhor para satisfazer um cliente, podemos esperar negociar com ele mais que uma vez, em razão da experiência inicial positiva. Mas se preferirmos atalhos, não devemos nos surpreender se ele tentar nos trapacear na primeira oportunidade. "Se plantar no terreno da sua natureza humana, desse terreno colherá a morte. Porém, se plantar no terreno do Espírito de Deus, desse terreno colherá a vida eterna" (Gálatas 6.8).

A hora da colheita chegará, se perseverarmos. É fácil ter uma boa idéia, como abrir um negócio ou embarcar numa carreira promissora. Mas aquele que persevera, apegando-se à visão é que alcança sucesso, sobrevivendo aos reveses e vencendo obstáculos. Os fazendeiros seriam tolos se arassem o campo, lançassem sementes, regassem o solo e não se preparassem para a colheita. Que valor haveria em lançar os alicerces de um empreendimento e não acompanhá-lo até o sonho tornar-se realidade? Empresários de sucesso tiveram que aceitar fracassos e enfrentar tempos de desânimo. Mas não perderam o foco, nem desistiram de seus objetivos. "E não nos cansemos de fazer o bem, pois no tempo próprio colheremos, se não desanimarmos" (Gálatas 6.9).

Próxima semana tem mais!

TESTE DE LEITURA VELOZ

Esse teste é muito interessante e é aplicado pela Universidade de Salamanca, Espanha, a quem ingressa no curso de Linguística.

 Tente ler sem errar:

O gato assim fez
O gato é fez
O gato que fez
O gato se fez
O gato mantém fez
O gato um fez
O gato anormal fez
O gato ocupado fez
O gato por fez
O gato dez fez
O gato segundos fez

Agora leia somente a terceira palavra de cada uma das frases e... você poderá ter uma auto avaliação do teste aplicado a você!

sábado, 9 de outubro de 2010

Lógica Feminina

Uma mulher estava passando de carro por uma rua e ao parar no sinal de trânsito foi abordada por uma moradora de rua, muito suja e de péssima aparência, que lhe pediu dinheiro para comprar comida.

A mulher pegou a carteira da bolsa, tirou R$ 50 e perguntou:  

'Se eu te der este dinheiro, você não vai sair com tuas amigas e gastar tudo?'

'Que é isso, dona, eu não tenho amigas. Moro na rua.'

'Você não vai sair aí pelas lojas gastando?'

'Não, eu não entro em loja porque não deixam e gasto meu dinheiro só com comida.'

'Você não vai usar para ir a um salão fazer cabelo e unhas?'

'A senhora tá malucas? Faz uns vinte anos que não sei o que é salão.'

'Bom, a mulher disse, 'Eu não vou te dar o dinheiro. Entre aqui no carro que eu vou te levar para jantar comigo e meu marido esta noite.'

A mendiga ficou pasma. 'Mas teu marido não vai ficar furioso com você? Eu não tomo banho faz muito tempo, estou suja e fedorenta.'

'Não faz mal. Entre aí. Quero que ele veja como fica uma mulher quando ela para de sair com amigas, fazer compras e ir ao salão." '


 

"Mulher é "ARTIGO DE LUXO" tem quem "PODE"!

Não questione!

Por Pr. Josué Praça

"O Senhor, porém, me disse (a Jeremias): 'Não diga que é muito jovem. A todos a quem eu o enviar, você irá e dirá tudo o que eu lhe ordenar. Não tenha medo deles, pois eu estou com você para protegê-lo', diz o Senhor" Jeremias 1.7,8 (NVI)

Quantas vezes você se sentiu despreparado e inexperiente com relação ao trabalho que tem a desempenhar?

Tenho uma boa notícia: Seus sentimentos são normais e não é a primeira e nem será a última pessoa a pensar que é incapaz. A Bíblia está recheada desses exemplos... pessoas com pensamentos iguais ao seu. Veja o exemplo de Jeremias.

Um jovem chamado por Deus a realizar uma tarefa bastante difícil: Falar às nações e aos reinos o que o Senhor ordenara.

Por conta desta grande responsabilidade, Jeremias questionou o Senhor... talvez ele estivesse pensando que Deus estava equivocado em Sua escolha porque ele não sabia falar (v.6). Mas o equívoco vinha de Jeremias. Ele não entendia que Deus usa quem quer, da maneira que quer.

Hoje Deus fala com você que este trabalho posto em sua mão deve ser realizado sem questionamentos. Você é a melhor pessoa para executá-lo. Não tente entender os pensamentos de Deus porque, como Ele diz em Isaías 55.8,9: "Os meus pensamentos não são os pensamentos de vocês, nem os seus caminhos são os meus caminhos. Assim como os céus são mais altos do que a terra, também os meus caminhos são mais altos do que os seus caminhos, e os meus pensamentos, mais altos do que os seus pensamentos".

Já deixei de tentar entender os pensamentos do Senhor. Vivia me perguntando por que Deus me escolheu. Por que logo eu, Senhor? Sou cheio de falhas, tenho muito medo e sou bastante inseguro, mas Deus insiste em me dizer: "Filho eu amo você. Eu o Escolhi e ponto. O que quero é que desempenhe bem o serviço o qual confiei a você. E quando ficar muito difícil, eu o ajudarei. "... Seja forte e corajoso! Não se apavore, nem desanime, pois o Senhor, o seu Deus, estará com você por onde quer que andar." (Josué 1.9 - NVI)

Então, mãos à obra!!!! Pare de fazer perguntas e trabalhe. Não perca tempo com os questionamentos porque há uma grande obra a ser realizada.


 


 


 

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Torta Nega Maluca

Uma senhora entra numa confeitaria e pede ao balconista uma torta "Nêga Maluca".
 O balconista diz à cliente que usar o nome "nêga maluca", hoje em dia,  pode dar cadeia,  DEVIDO À:
 -  Lei Affonso Arinos;
 -  Lei Eusébio de Queiroz;
 -  Artigo Quinto da Constituição;
 -  Código Penal;
 -  Código Civil;
 -  Código do Consumidor;
 -  Código Comercial;
 -  Código de Ética;
 -  Moral e Bons Costumes,
 -  Além da Lei ' Maria da Penha' ...
  - Então, meu filho, como peço essa pitomba dessa torta, pergunta a distinta senhora...
 - Simples! Torta Afro-descendente com distúrbio neuro psiquiátrico !!
 

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

“Tempo Para Afiar Seu Machado”

Por Robert J. Tamasy

Em seu livro "The 7 Habits of Highly Effective People" (Os 7 Hábitos das Pessoas Muito Eficientes), Stephen Covey denomina o sétimo hábito de "Afiar o machado".  Essencialmente, isto significa fazer uma pausa nos esforços produtivos para dar a si mesmo a oportunidade de experimentar uma renovação pessoal em uma ou mais das quatro dimensões básicas da vida:  física, mental, sócio-emocional e espiritual. 

Para exemplificar este princípio, Covey fala sobre um homem que passeia numa floresta, quando ouve o barulho de um machado.  Ao investigar o som, o amante da natureza vê um homem suando profusamente enquanto tenta derrubar uma grande árvore. 

"O que você está fazendo?", ele pergunta.   "Estou cortando esta árvore, não está vendo?", é a resposta. 

"O que quero dizer é que parece que você tem trabalhado duro.  Há quanto tempo está fazendo isso?" 

"Há duas horas".

"Por que você não para um pouco e afia o machado?  Isso tornará tudo mais rápido e fácil." 

"Não tenho tempo para isso.  Tenho que cortar esta árvore!" 

 A Bíblia, no Antigo Testamento, usa esta mesma analogia para mostrar como podemos nos tornar mais efetivos:   "Já que um machado cego vai exigir mais força, afie sua lâmina."  (Eclesiastes 10:10 – Tradução livre). 

Existem muitas maneiras de "afiar a lâmina": obter treinamento adicional;  voltar à escola e adquirir mais conhecimento sobre a profissão;  ler livros úteis.   Um comentário afirma:  "Tentar fazer alguma coisa sem ter a habilidade ou as ferramentas necessárias, é como golpear a madeira com um machado sem corte.  Se lhe faltam ferramentas ou habilidade para realizar o trabalho, afie-as através de treinamento e prática." 

Um método para "afiar" é particularmente benéfico, mas nós relutamos em implementá-lo:  o descanso.     "Não tenho tempo", dizemos para nós mesmos – e para os outros, quando nos perguntam.   "Tenho tanta coisa para fazer!  Descansarei depois que terminar."  

Contudo, como já foi dito, "quanto mais me apresso, mais me atraso!"   Ás vezes, trabalhar mais duro e mais rápido, quando estamos esgotados física, mental, emocional ou espiritualmente, na verdade, só  diminui o resultado de nossos esforços.   Descansar – por um curto período, tirar uma soneca, um dia de folga, ou mesmo férias – restaura a energia, renova o espírito e reaviva o otimismo. 

Algumas pessoas acreditam que o Deus da Bíblia exige contínua atividade.  As Escrituras, porém,  ensinam muito sobre a importância do descanso.  Falando da criação ela afirma:  "No sétimo dia Deus já havia concluído a obra que realizara, e nesse dia descansou." (Gênesis 2:2). 

"Pois em seis dias o Senhor fez os céus e a terra, o mar e tudo o que neles existe, mas no sétimo dia descansou..."  (Êxodo 20:11). 

 

Um dos dez mandamentos é:  "Lembra-te do dia de sábado, para santificá-lo."  (Êxodo 20:8).  Isso, porém, não foi estabelecido como uma restrição, porque mais tarde Jesus declarou:  "...O sábado foi feito por causa do homem, e não o homem por causa do sábado."  (Marcos 2:27).  Para Deus, o descanso não é apenas algo bom, mas também é necessário para uma vida frutífera e produtiva. 

 Nos relatos dos tempos de Jesus sobre a terra, nós O vemos – apesar das urgentes demandas- afastar-Se da multidão para  "afiar o machado".  I Pedro 2:21 nos diz:  "...Cristo sofreu no lugar de vocês, deixando-lhes exemplo para que sigam os Seus passos."   É razoável concluirmos que assegurarmo-nos de obter descanso suficiente é uma maneira de "seguir os Seus passos". 

 Seu machado está afiado?

 Próxima semana tem mais!


 

Espere Pacientemente...

Pr. Josue Praca (RJ)

"E foi assim que, depois de esperar PACIENTEMENTE, Abraão alcançou a promessa." Hebreus 6.15 (NVI)

Deus havia dito a Abraão que ele seria muito abençoado financeiramente e seria pai de uma numerosa nação (Israel). Ao analisarmos a vida deste homem de fé percebemos o quanto sofreu, lutou e esperou para receber estas promessas feitas pelo Senhor.

Abraão passou por bons e maus bocados até começar a ver o que Deus tinha para ele, mas a Bíblia diz que ele ESPEROU PACIENTEMENTE.
Paciência é uma virtude dada por Deus a todo crente em Jesus e está descrita em Galátas 5.22 como uma das características do fruto do Espírito. E se é fruto, este já faz parte de cada cristão.

Somos pessoas impacientes por natureza. Vivemos um tempo tão acelerado que UM MINUTO no forno de microondas é muito tempo... parece que nunca passa e isto nos faz mal, porque, em se tratando das bênçãos de Deus, elas têm um tempo exato para chegarem.

Se você não tiver paciência em situações tão insignificantes como esta do microondas, qual será sua atitude na sala de espera do Senhor?

Você precisa ter paciência para que a promessa de Deus seja cumprida em sua vida.

Apesar de vivemos em uma sociedade imediatista que quer tudo para ontem, Deus quer preparar você para receber Suas bênçãos, para que as valorize e não as destrua por falta de maturidade. Então não perca a paciência e enquanto as bênçãos não vêm, desfrute a vida que Deus lhe deu. Leia a Palavra e mantenha-se firme na fé!



 

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Esteja sob a Nuvem...

Por Pr. Josué Praça (RJ)

"Quer a nuvem ficasse sobre o tabernáculo dois dias, quer um mês, quer mais tempo, os israelitas permaneciam no acampamento e não partiam; mas quando ela se levantava, partiam." (Nm 9.22 – NVI)

O livro de Números nos conta como os líderes de Israel implementaram as leis cerimoniais registradas em Levítico. O nome do livro, 'Números', se dá por conta de dois censos que Deus instruiu que os líderes fizessem.

A nuvem simbolizava a presença e a proteção de Deus aos israelitas e o tabernáculo era o templo móvel do povo de Deus. Como os israelitas ainda não haviam se estabelecido em uma terra própria, não havia como estabelecer um templo fixo.

Você sabia que nós somos chamados de tabernáculo (Cf. 2Co 5.1)? Você é um templo móvel de Deus e aonde vai deve prestar culto ao Senhor Jesus. Como santuário de Deus, deve obedecer-Lhe e estar inteiramente sob Suas orientações.

Estar debaixo da nuvem significava fazer aquilo o que Deus mandava. Esta orientação era essencial para a sobrevivência dos israelitas no deserto. Quer receber proteção e cuidado em meio ao deserto? Esteja no centro da vontade de Deus! Quer saber como? Leia e pratique a Bíblia. Nela você encontrará qual a boa,  agradável e perfeita vontade de Deus (Cf. Rm 12.2).


 

Brasil, um País de todos!

Um prefeito queria construir uma ponte e chamou três empreiteiros: um japonês, um americano e um brasileiro...
- Faço por US$ 3 milhões - disse o japonês:
- Um pela mão-de-obra.
- Um pelo material.
- E um para meu lucro.
- Faço por US$ 6 milhões - propôs o americano:
- Dois pela mão-de-obra.
- Dois pelo material.
- E dois para mim... mas o serviço é de primeira!
- Faço por US$ 9 milhões - disse o brasileiro.
- Nove paus? Espantou-se o prefeito. Demais! Por quê?
- Três para mim.
- Três para você.
- E três para o japonês fazer a obra.
- Negócio fechado! Respondeu o prefeito.

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Doze Bençãos para o mês de Outubro

 
Posted by Picasa

Ser Bom Sem Deus

Por Rick Boxx

Recentemente li um artigo na seção "Fé" do jornal local, onde uma ateísta descrevia sua jornada buscando ensinar seus filhos a serem "bons" sem fazer nenhuma referência à Bíblia.  Ao explicar os princípios em que se baseavam seus ensinamentos, ela citou dois lemas: "Trate as pessoas da maneira como você gostaria de ser tratado" e "Faça o que é certo, mesmo quando ninguém estiver olhando". Ela apenas esqueceu de mencionar – ou talvez nem mesmo soubesse – que esses dois princípios se originam na Bíblia. O primeiro é uma afirmação de Jesus em Mateus 7.12. O segundo, parte do chamado Sermão da Montanha apresentado em Mateus 6.1-4. 

A autora continuou referindo-se a "ser bom" como se isso fosse um padrão, algo natural e automático, bastando apenas estar disposto a tentar.  Jesus, entretanto, apontou a contradição dessa pressuposição em Mateus 19.16-17, quando um jovem rico perguntou-lhe: "Mestre, que farei de bom para ter a vida eterna?"  Ele respondeu:"Há somente Um que é bom. Se você quer entrar na vida, obedeça aos mandamentos."

Jesus estava ensinando àquele líder – provavelmente destacado homem de negócios ou empreendedor em sua cidade – que o bem, em última análise, flui do relacionamento com Deus e não meramente de aspirações nobres. O problema é que mesmo quando tentamos fazer coisas boas, não podemos estar certos quanto aos nossos motivos. A Bíblia declara: "O coração é mais enganoso que qualquer outra coisa e sua doença é incurável. Quem é capaz de compreendê-lo?" (Jeremias 17:9). 

Por exemplo, você pode estar sempre cem por cento seguro, quando faz algum ato de gentileza para um cliente ou colega de trabalho, e que não está fazendo isso apenas para ganhar o favor deles? Ou, quem sabe, obrigá-los a, no futuro, agir de forma recíproca, retribuindo o ato que você praticou? O que você faz pode realmente ser uma coisa boa, mas as razões para fazê-lo podem ser porque também é bom para você. 

Por isso o apóstolo Paulo escreveu: "Não há ninguém que faça o bem, não há nenhum sequer" (Romanos 3.12). Ele não estava dizendo que é impossível que realizemos coisas boas, mas sim que

nossos melhores esforços são contaminados pelo pecado, que a Bíblia define como rebelião contra Deus e persistência em agradarmos a nós mesmos e buscar nossos próprios interesses. 

Há os que insistem em afirmar que a humanidade é essencialmente boa e que o mal é uma aberração no comportamento humano. Porém, se formos honestos, reconheceremos que geralmente, apesar de nossas melhores intenções, ainda tentamos fazer coisas que sabemos serem inaceitáveis ou fazer coisas boas por motivos errados. 

Então quer dizer que fazer o bem, no trabalho, em casa ou na comunidade, é inútil? Claro que não! Simplesmente precisamos compreender a origem do bem. Jesus afirmou em João 15.5: "Sem Mim vocês não podem fazer coisa alguma." Ele estava asseverando que o bem genuíno, incontaminado por motivos egoístas, somente pode ser feito por meio do poder de Deus operando em nossa vida e através dela.

Ser bom e fazer o bem é um padrão excelente e desejável para cada um de nós em nossos respectivos campos de trabalho, contanto que nos lembremos que a base para esse bem está ancorada nos mandamentos de Deus - mesmo que não o reconheçamos ou lhe dermos crédito por isso!

Próxima semana tem mais!

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Marcelo Aguiar - Esse é o cara!

 

Oi!
Peço licença par a te apresentar o meu candidato a Dep. Federal no Estado de SP: O Cantor MARCELO AGUIAR.
Ele é um servo de Deus, comprometido com a Palavra e com o Povo.
Atualmente ele é vereador da cidade de São Paulo, onde foi muito atuante na defesa das igrejas e auxilio nas dificuldades do dia a dia delas, trabalhou em defesa das crianças e adolescentes como presidente da CPI da Pedofilia, criou o projeto Eu Amo Meu Bairro, apresentou dezenas de Projetos de Lei em favor de toda a população, entre tantas outras coisas...
Hoje ele é candidato a DEPUTADO FEDERAL pelo PSC, número 2012!
Conto com seu apoio e divulgação!
Repasse essa mensagem para seus amigos e familiares.
Vamos colocar um HOMEM SERIO e SERVO DE DEUS para defender nossos princípios em Brasília!
Saiba mais sobre ele: www.marceloaguiar.com.br/2012
Marcelo Aguiar – O Nosso DEPUTADO FEDERAL
Posted by Picasa

Encontro de Mulheres Apostólicas

 


Hoje, na Regional Santos, Avenida Presiden Wilson, 1955 no Bairro do José Menino, em Santos, uma ministração poderosa com a pra. Suami Lafayett, para um grupo muito seleto. Mulheres Apostólicas, que querem viver sua essencia intensamente, sem qualquer condição de roubo. Imperdível!
Posted by Picasa

Como Alcançar Sabedoria

Por Rick Boxx

Pensamentos confusos cruzaram minha mente enquanto tentava escolher a melhor maneira de comunicar aos meus diretores as idéias e sentimentos que tinha no coração. Como poderia transmitir-lhes informações de maneira eficiente, de forma a que compreendessem como tinha chegado às minhas conclusões? Por experiência própria sabia que uma vez mais teria que me voltar para Deus em busca de direção clara e de sabedoria.

"Deus, mostre-me Tua pauta para a reunião de diretoria de amanhã", orei antes de ir para a cama naquela noite. Fui dormir confiando que teria discernimento necessário ao acordar na manhã seguinte. Para ser honesto, abrigava a esperança de acordar com um plano detalhado, passo a passo. Ao invés disso, Deus me trouxe à mente uma história passada pertinente às questões que estaria discutindo com o corpo de diretores. 

Naquele dia, durante a reunião, minha história formou o cenário perfeito para nossa agenda. Não apenas serviu como poderoso retrato verbal para apresentar o âmago daquilo que eu queria dizer, como também mostrou pontos-chave que eu precisava ressaltar. 

Embora gratificado, não estava surpreso por receber uma resposta tão vívida à minha oração. Experimentara isso várias vezes ao longo de minha jornada como seguidor de Jesus Cristo. Uma vez mais, Deus mostrara Sua fidelidade. A Bíblia em Tiago 1.5 ensina: "Se algum de vocês tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá livremente, de boa vontade; e lhe será concedida."  

Infelizmente pedidos por sabedoria geralmente são exceção e não regra. Descobri que, às vezes, as pressões e exigências do dia me deixam predisposto a reagir imediatamente, ao invés de fazer uma pausa longa o suficiente para orar a Deus pedindo-Lhe para mostrar-me o caminho. Para outras pessoas, oração não seria sequer cogitada: "O que Deus tem a ver com negócios? Por que Ele Se preocuparia com o que faço no trabalho ou com a forma como eu trabalho?"

Para essas pessoas eu gostaria de ressaltar o que a Bíblia diz sobre nosso relacionamento com Deus no ambiente de trabalho: "Pois nós somos cooperadores de Deus; vocês são lavoura de Deus e edifício de Deus" (I Coríntios 3.9). Para mim, o que isto quer dizer é simples e profundo: trabalhamos com Deus e Ele trabalha conosco para realizar Seus propósitos na Terra, inclusive no mundo empresarial e profissional. 

Se isto é verdade, deixar de consultar Deus e pedir Sua sabedoria quando tomamos decisões difíceis e complexas que nos confrontam todos os dias é simplesmente tolice. Temos vários mentores e consultores a quem pedimos conselho quando necessário. Por que não consultar também a Deus em assuntos importantes? A Bíblia nos ensina que "Grande é o Senhor e digno de ser louvado; Sua grandeza não tem limites" (Salmos 145.3). 

Deus tem o desejo profundo e anseia ser co-participante do trabalho que fazemos. Ele promete nos proporcionar doses generosas de sabedoria. É só pedir-lhe!

 Próxima semana tem mais!


 

Hoje, Encontro de Homens na Renascer S. Vicente - Av. Cap. Mor Aguiar, 277

 
Posted by Picasa