segunda-feira, 11 de junho de 2012

Quando a Vida e o Trabalho Não São Justos

Por Ken Korkow

Embora odeie admitir, fico zangado com Deus por um simples motivo: Ele não atende as minhas expectativas! Tento fazer o que penso ser certo e vejo outros fazendo o mesmo. Mesmo assim eu e eles frequentemente somos criticados, encontramos adversidade e resultados que não são justos, enquanto pessoas determinadas a viver estritamente de acordo com seus interesses egoístas, sem considerar o que é certo ou errado, vão muito bem - obrigado! - sem nenhuma contrariedade, apenas vidas felizes e descuidadas. 

Você também já sentiu isso? Quanta injustiça! No rancho de minha família em Dakota do Sul, minha esposa Liz pintou um grande cartaz onde se lê: “Se a vida fosse justa, os cavalos montariam metade do tempo”. Este é meu erro: se pudesse simplesmente reduzir Deus a uma fórmula, fornecer dados corretos e receber resultados certos, evitaria o sofrimento e eu seria capaz de apreciar uma vida fácil.

Esse modo de pensar é errado: Deus não pode ser reduzido a uma fórmula. Se assim fosse, andaríamos por cálculo e não por fé. E não podemos evitar o sofrimento! Ele é uma realidade da vida, e Deus o usa frequentemente para nosso próprio benefício. Por outro lado, não podemos compreender o que Deus está fazendo. Se pudéssemos compreender Deus, então Ele seria muito pequeno. 

Recentemente ouvi certas observações feitas por Henry Blackaby, comentarista bíblico e mentor, sobre 2Timóteo 3.12: “De fato, todos os que desejam viver piedosamente em Cristo Jesus serão perseguidos”:

“Viver piedosamente não vai isolar e impedir você de enfrentar dificuldades. O apóstolo Paulo disse que quanto mais inculpável for sua vida, mais probabilidade haverá que você seja perseguido. De acordo com Paulo, “...os perversos e impostores irão de mal a pior...” (2 Timóteo 3.13). Na medida em que o mundo mais e mais abraça o pecado, as pessoas se tornam mais e mais intolerantes para com a piedade. As trevas não toleram a luz; quanto mais sua vida iluminar a presença de Cristo, mais você deverá esperar por oposição das forças das trevas". 

Sua natureza cristã ofenderá aqueles que estão em rebelião contra o senhorio de Cristo. Talvez você tenha recentemente se arrependido de seus pecados e dado novo passo de obediência a Deus. Talvez esperasse experimentar a benção de Deus imediatamente quando Ele demonstrou Sua aprovação à sua obediência. Em vez disso, você se deparou com oposição.  

A perseguição pode ter vindo até mesmo de outros cristãos que não compreenderam seus motivos. Talvez você tenha obedecido a Deus, e ainda assim suas ações foram criticadas e não louvadas. Se você está seguindo sinceramente a direção de Deus, não fique desanimado. Paulo alertou que aqueles que buscassem viver piedosamente sofreriam perseguições. Não se surpreenda quando isso acontecer com você. 

Se o mundo crucificou o Filho de Deus, certamente se mostrará hostil para com qualquer que viva sob o poder do Espírito Santo. Perseguição pode ser a maior evidência que nossa vida é como a de Cristo. Jesus alertou que o mundo O odiou, a Ele, o Salvador e, portanto, certamente não compreenderia e maltrataria Seus seguidores (João 15.18). 

Próxima semana tem mais!


Postar um comentário