terça-feira, 26 de abril de 2016

Encontrando o Trabalho Ideal




As coisas poderiam ser ainda piores quando avaliamos todas as situações, o que não significa que devemos nos contentar com menos do que o que acreditamos ser o melhor. Recentemente me deparei com um cartaz ilustrando as características do emprego ideal. Ela destacava quatro critérios para avaliar o trabalho perfeito. 


Esses critérios eram: (1) amar o trabalho; (2) trabalhar com excelência; (3) a sociedade precisar desse trabalho; e (4) ganhar para fazer o trabalho. Quem satisfizer esse padrão terá um emprego que não apenas lhe dará uma profissão, mas também uma paixão. 

Ao fazer meu checkup anual com o cirurgião cardio-torácico que me operou há mais de oito anos, pensei que ele se encaixava nessa descrição: ele gosta do que faz; é um dos mais habilidosos no tipo de cirurgia que realiza; o mundo precisa do seu trabalho e ele é bem pago por isso. Vejamos qual a perspectiva bíblica: 

Ame seu trabalho. Se acreditamos que Deus nos planejou com um propósito, podemos confiar que Ele nos equipou para realizar um trabalho especial e apreciar a oportunidade de realizá-lo. O desafio está em descobrir qual é o trabalho e fazê-lo com entusiasmo. “Eu Te louvo porque me fizeste de modo especial e admirável. Tuas obras são maravilhosas! Digo isso com convicção” (Salmos 139.14). 

Faça-o com excelência. Pode não acontecer de repente, mas se desempenharmos nosso trabalho com qualidade, comprometidos com a excelência, no tempo certo ele será notado e recompensado. “Você já observou um homem habilidoso em seu trabalho? Será promovido ao serviço real; não trabalhará para gente obscura” (Provérbios 22.29). 

Faça algo que seja necessário. Um trabalho tedioso e repetitivo pode não parecer realizador, mas se tiver significância e propósito pode se tornar por si só uma recompensa. É o caso do pedreiro que fazia parte de uma equipe de construção séculos atrás, e que disse estar jubiloso porque “não estou edificando uma parede; estou construindo uma catedral!” “Somos criação de Deus realizada em Cristo Jesus para fazermos boas obras, as quais Deus preparou antes para nós as praticarmos” (Efésios 2.10). 

Seja pago pelo que faz. Haverá ocasiões em que pode ser necessário nos voluntariar ou trabalhar apenas parte do dia nas coisas que mais gostamos. Mas se obtivermos êxito em mesclar trabalho e paixão, acabaremos sendo recompensados pelo que amamos fazer. “Pois a Escritura diz: ‘Não amordace o boi enquanto está debulhando o cereal’ e ‘o trabalhador merece o seu salário’” (1Timóteo 5.18).  


Por Robert Tamasy



Próxima semana tem mais!

Postar um comentário