sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Sete Nuncas em Um Projeto de Sucesso

Em uma empresa que um conhecido trabalhou, a maioria dos projetos não apresentava resultados, foi então que eles decidiram parar e verificar as causas desse fracasso. Perceberam que os projetos sofriam muitas mudanças no meio dos projetos (UFA! Achei que era só comigo) e os motivos dessas mudanças eram porque as pessoas mudavam de opinião várias vezes, se omitiam ou estavam mais interessadas em discutir com os outros membros da equipe, ou seja, o problema era de liderança.

Foi então que eles atribuiram um lider para cada projeto e criaram as sete regras do nunca para projetos(com meus comentários) :

clip_image001- “Nunca peça exatamente a mesma coisa para duas pessoas” -  Vale lembrar a torre de babel nesse caso, ou seja, cada um vai entender de uma forma e a chance de não chegarem ao entendimento comum é muito alta;

- “Nunca acredite que uma pessoa que estudou mais que a outra, sabe mais que a outra” -  Formação a mais não significa sabedoria a mais. Já vi muita gente que apenas estava “cumprindo tabela” em sala de aula em MBA;

- “Nunca dê uma tarefa urgentíssima para um funcionário com tempo livre. Dê para um funcionário que esteja muito ocupado.” - Quem está muito ocupado tem um senso muito maior de urgência;

- “Nunca acredite que um problema atingiu seu ponto máximo. Tudo sempre pode piorar.” - O jogo só acaba quando termina, pois você pode levar um gol aos 46 do segundo tempo. Lei de murphy pura;

- ”Nunca acredite na opinião de quem não pode tomar decisão.” - Essa acontece muito em projetos. Verifique sempre até onde vai a autonomia de quem está negociando com você no projeto;

- “Nunca delegue coisas que depois só você terá que explicar” - Você delega tarefas, mas não responsabilidades. A responsabilidade final é sempre do lider;

- “Nunca tente convencer quando você pode mandar” - Discordo um pouco. Acho que depende da situação, se bem que muitas vezes é necessário quando cada integrante do projeto quer tomar o seu próprio rumo;

Na minha opinião, o sucesso do lider a frente de um projeto depende muito das suas habilidades comportamentais e o nível de empowerment que ele recebe para tocar o projeto. Isso depende muito do tipo de estrutura organizacional que a empresa possui. Quanto mais funcional, menos poder tem o lider. Quanto mais matricial, mais poder ele possui.

O problema é que temos uma crise de falta de confiança muito grande dentro das empresas e o resultado disso é que as responsabilidades estão muito divididas e, quando isso ocorre, ninguém é responsável por nada.

por Max Gehringer

Ouça o comentário na integra do Max em http://cbn.globoradio.globo.com/comentaristas/max-gehringer/2009/02/09/AS-SETE-REGRAS-PARA-OS-PROJETOS-DAREM-CERTO.htm

Postar um comentário