terça-feira, 21 de setembro de 2010

Tirando as dúvidas sobre Cosme e Damião

O dia de São Cosme e Damião é celebrado também pelo Candomblé, Batuque, Xangô do Nordeste, Xambá e pelos centros de Umbanda onde são associados aos ibejis, gêmeos amigos das crianças que teriam a capacidade de agilizar qualquer pedido que lhes fosse feito em troca de doces e guloseimas. O nome Cosme significa "o enfeitado" e Damião, "o popular".
Estas religiões os celebram no dia 27 de setembro, enfeitando seus templos com bandeirolas e alegres desenhos, tendo-se o costume, principalmente no Rio de Janeiro, de dar às crianças (que lotam as ruas em busca dos agrados) doces e brinquedos.

O que falar às crianças: comer doces que foram consagrados a Cosme e Damião faz parte de um ritual que não agrada ao Senhor.
O que o professor deve fazer: ungir as crianças e consagrar profeticamente tudo o que ela vai comer nestes próximos dias.
O que ensinar as crianças a fazer: orar e consagrar ao Senhor qualquer doce antes de comer. Ou seja, o mesmo que fazemos quando comemos fora de casa.

Qual sentimento transmitir a criança: não o de medo, mas de confiança que maior é Aquele que está em nós do que aquele que está no mundo. Podemos até comer coisas contaminadas, mas que consagradas a Deus não nos fará mal. Ensinar a ela que ela não precisa daquele doce consagrado, mas se ela vier a comer, não lhe fará mal.
É importante não se criar um sentimento de repressão, pois isso gera a curiosidade e acaba trazendo um peso maior ainda.


Jesus é o doce mais doce!

Postar um comentário