quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

A resposta está em nossas mãos



Enquanto crentes e sinceramente engajados na vida cristã, há 2 maneiras para tentar superarmos dificuldades no relacionamento, aprendendo assim, lições das crises e brigas e colocá-las em prática:



1) FICAR ERRANDO, estragando tudo, e tentando acertar dando desculpas disso e daquilo, fazendo esforço ... até que com o tempo, quem sabe, consegue-se evitar de fazer e/ou repetir os mesmos erros. É a expressão popular "dando murro em ponta de faca" ou ainda "dando cabeçadas" ou até mesmo, "empurrando com a barriga";

2) RECONHECER a sua atitude errada, ou o sentimento errado diante da pessoa envolvida,  confessando, de maneira sincera e com franqueza, a atitude, palavras ditas ou os sentimentos errados (crise de ciúme por exemplo, no relacionamento de um casal). Depois então, diante de Deus, você ora e coloca a situação/fraqueza/atitude errada, ou o sentimento errado .... e você pede à Ele para te perdoar, curar dessa fraqueza, declara para Ele que você NÃO quer continuar agindo assim e pede a Ele para viver contigo a próxima situação para que você saiba reagir corretamente. Continue vigilante até que a tua boa reação/boa atitude seja incorporada no teu caráter.
Uma ilustração muito conhecida vai nos ajudar a entendermos essa situação de aprendizado:
"Era uma vez, num determinado reino vivia um velho sábio. Ele era o mais sábio dos sábios e nenhuma questão que lhe fosse levada ficava sem solução. Ele sabia tudo de tudo. Existia nesse reino um rapaz que não se conformava com isso. Ele não aceitava o fato do sábio conseguir decifrar qualquer enigma, fosse ele qual fosse. Durante muito tempo o plebeu ficou arquitetando uma forma de pregar uma peça no sábio.
"Tem que existir uma forma de enganar o sábio. Ninguém sabe tudo de tudo"... pensava ele.
Até que um dia ele descobriu uma forma, a qual nem mesmo o mais sábio dos sábios teria saída.
"Colocarei em minhas mãos, levemente fechadas, um pequeno pássaro vivo e perguntarei ao sábio se o pássaro está vivo ou morto. Se ele responder que está morto, eu abrirei as mãos e o libertarei para o vôo. Se ele responder que está vivo, eu o apertarei com os dedos e o matarei. O sábio não terá saída!”
Assim fez. Diante do sábio ele procedeu como acima exposto, perguntando se o pássaro estava vivo ou morto. O sábio olhou bem nos olhos do rapaz e respondeu:
"Meu bom homem, a resposta para atua pergunta, bem como a vida desse pásssaro está em suas mãos".

Sempre e por diversas formas, a resposta vai estar em nossas mãos. Cabe a nós a responsabilidade de escolher o que vamos fazer. Se dar cabeçadas, ou reconhecer e buscar ajuda em Deus! 

Obs. A foto acima, acontenceu no Rio de Janeiro, no dia 02 de Outubro de 2015. Um passarinho bateu contra uma porta de vidro e eu o socorri... por um tempo ele ficou em minha mão... depois eu o coloquei num galho alto de uma arvore, de onde ele voou depois... A resposta estava em minhas mãos... 
Adaptado de um texto do amigo  e Pastor, Ricardo Guinâncio
Postar um comentário