sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Para 2013 ser Feliz, precisa ter planejamento!

Foco e disciplina são fatores essenciais para alcançar seus objetivos profissionais propostos para 2013

Após toda a fartura e descontração característicos do Natal e do Réveillon, vêm os sonhos com o novo. Sonhos de conquistas, méritos, promessas, escolhas e metas para o ano que inicia. Sonhos, porém, não se concretizam sozinhos.


Você já sabe o que deseja para 2013?


Ganhar na Mega-Sena, por exemplo, é um ótimo sonho para o típico brasileiro - bastante comum, diga-se de passagem. Mas só ganha quem aposta. É preciso dar uma chance à sorte, como se diz. Vejamos, então, como podemos dar chances à nossa.

Traçando um planejamento
Ano vai, ano vem e embora as metas mudem nesse período, a maneira de torná-las realidade permanece a mesma: planejamento e ação. É logicamente impossível chegar a algum lugar se não se sabe aonde vai. É preciso traçar objetivos para alcançá-los, para ter um caminho para seguir. Além disso, o planejamento exige dois fatores essenciais para o sucesso: foco e disciplina.
Gosto de falar àqueles que me pedem dicas e conselhos profissionais que, antes de colocarem como meta qualquer coisa nova,  primeiramente olhem para trás: o que foi bem feito no ano que passou? Que objetivos foram atingidos?
Quais não foram? Por que não foram? Quando essas perguntas tiverem sido respondidas é que pensamos no futuro. Seguir adiante com metas pendentes pode se revelar uma traiçoeira escolha lá na frente. E quando falamos no futuro, também falamos de nossas finanças, do plano de carreira, da formação acadêmica e da capacitação técnica, no curto, médio e longo prazos.

Planejamento Profissional
Planejar a trajetória de carreira é utópico para alguns. Pode soar estranho pensar que “daqui a três anos eu preciso estar em um cargo de direção. Está no meu planejamento dos 44 anos de idade”. Por mais estranho que pareça, a verdade é que sem planejamento, o alcance das metas se torna um caminho vago, e mais difícil também.
O mais importante, no caso do planejamento profissional, é, depois de ter traçado o ponto de chegada, ter uma rota muito bem delineada e planejada.
Peguemos este exemplo de alcançar um cargo diretivo – mas que também poderia ser a conquista de um aumento, mudança de cargo ou mesmo de empresa. O caminho precisa, então, ser estudado. Exemplo: Ao analisar no LinkedIn, foi possível perceber que 90% dos diretores do segmento X possuem um MBA no exterior, fluência em dois idiomas e experiência média de 20 anos na área. Com base nisso é possível calcular que, para ter a capacitação técnica e experiência médios para conquistar esse cargo serão necessários
oito anos de estudos diversos, além de dois anos de experiência como
coordenador e em torno de seis de experiência gerencial. Assim, já é possível planejar os investimentos necessários, o tempo de conclusão de cada etapa e em que momentos as subidas de cargo acontecerão em média.

Pense grande em 2013. Este pode ser um ano diferente, pode ser como você espera. Desejo-lhe um ótimo novo ano e um excelente planejamento!

Por / Bernt Entschev

Matéria publicada no Portal da Revista Amanhã Gestão – Edição Janeiro de 2013.

Postar um comentário