terça-feira, 22 de março de 2011

Vivendo de Acordo Com Nossos Valores

Por Rick Warren

Tudo que fazemos é influenciado pelos nossos valores. Mesmo que nunca tenha feito uma lista das coisas que são importantes para você, suas ações são fortemente determinadas pelos valores que lhe são caros e importantes. Toda vez que você toma uma decisão, está confiando em seus valores para lhe dizer o que fazer. 

Infelizmente alguns dos valores através dos quais operamos podem ser contraproducentes e impedir nosso sucesso e senso de satisfação e de realização. Muitos desses valores estão em nosso subconsciente; nós não os escolhemos. Eles nos foram impostos por pais, amigos, colegas e pela cultura à nossa volta. Estudos têm demonstrado que a programação da televisão se tornou o principal formador de valores em nossa sociedade. Como resultado, se não formos cuidadosos, podemos nos descobrir agindo de acordo com informações e valores incorretos que não se sustentam sob pressão.

Assim como as velas determinam a direção de um barco, nossos valores orientam e até mesmo ditam o curso de nossa vida. Se isto é verdade, devemos intencional e frequentemente fazer perguntas como: "Em que direção meus valores estão me conduzindo? Eles produzirão o que espero ou me desapontarão?" 

Outro fato sobre valores é que eles podem produzir muito estresse. Ocorre quando aquilo que declaramos crer e o que de fato cremos não estão alinhados. Por exemplo: quando dizemos: "Minha família é importante para mim", mas estamos sempre ocupados ou cansados demais para desfrutar de sua companhia. Dizemos: " Dou valor à minha saúde", mas trabalhamos em excesso, comemos demais e de forma errada, e raramente nos exercitamos. Dizemos:"Não sou materialista", mas ficamos tão endividados, que nos preocupamos o tempo todo com dinheiro.

Quando dois valores entram em conflito se chama dilema. Estudos recentes revelaram que valores conflitantes são a causa principal da tensão emocional existente entre líderes empresariais e profissionais. E qual é a solução? 

1. . Identificar o que realmente é importante. Precisamos estabelecer nossa definição pessoal de sucesso. Não aquela dada por alguém. Lembre-se: sucesso é o que sinto quando vivo de acordo com meus valores. Não é um objetivo. Você pode ser bem-sucedido em qualquer área da vida, tendo por base seus próprios valores e metas pessoais. Comece por uma lista das coisas que mais valoriza. Pergunte a si mesmo: O que é mais importante? O que vai ser duradouro?“...Devemos escolher seguir o que é direito, mas primeiro devemos definir o que é bom”(Jó 34.3-4). 

2 . Eliminar o que realmente não é importante. A cultura que nos cerca, a pressão de amigos e companheiros, e outros fatores nos tentam a agir contra nosso melhor juízo. Porém, valores claramente compreendidos servem como guia útil e confiável. “Não copie o comportamento e os costumes deste mundo, mas seja uma nova pessoa, diferente, com um renovado frescor em tudo quanto faz e pensa. Assim você aprenderá por experiência própria como os caminhos de Deus realmente satisfazem você” (Romanos 12.2 – tradução livre). 

Próxima semana tem mais!


Postar um comentário