terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Como Será Seu Ano Novo?

Como será 2014 para você? Ou fazendo a pergunta de outra forma: Como você gostaria que fosse?

A primeira pergunta é difícil, até mesmo impossível de responder já que envolve muitas variáveis: fatores econômicos mundiais e nacionais; mudanças no ramo em que atuamos; decisões tomadas ou não. Na esfera pessoal é o mesmo: eventos e influências inesperados, circunstâncias fora do nosso controle, esperanças que podem não se concretizar.

A segunda pergunta, porém, é mais fácil de responder. Podemos identificar planos, esperanças e sonhos para o ano vindouro, alguns baseados no passado, outros pelo que desejamos que aconteça. Mas coisas importantes geralmente não acontecem por si mesmas: é preciso que tomemos a iniciativa de fazê-las acontecer. Uma das melhores maneiras de fazer isso é estabelecendo objetivos.  

Meu amigo, Gary Highfield, em seu livro, "When 'Want To’ Becomes 'Have To!'” (Quando "Quero" Se Torna em "Preciso!", conta a história de como ele venceu grandes dificuldades para construir uma carreira bem-sucedida de homem de negócios e empreendedor. Uma das chaves para seu sucesso, Gary explica, foi  estabelecer objetivos e lembrar-se deles continuamente. Ele oferece sugestões muito úteis:

·         Foque onde você quer estar e não onde você está.

·         Não espere que as coisas mudem: seja você mesmo um agente de mudanças.

·         Os objetivos não ligam para quem os tem; eles gostam de todos, inclusive de você.

·         Não apenas pense nos objetivos, mas escreva-os e leve-os para onde você for.

·         Não importa quanto tempo leve para chegar onde você quer, mas quanto mais cedo você começar, mais cedo vai chegar.

·         Prepare-se e esteja pronto para não começar a se preparar apenas quando a oportunidade se apresentar. 

Na Bíblia também encontramos ensinos para planejar e estabelecer objetivos:

Foco definitivo dos objetivos. Muitos objetivos são estabelecidos para nós mesmos, para pessoas que conhecemos ou para nossos negócios. A Bíblia diz que, mesmo que eles sejam bons devemos fixar nossos olhos mais alto, para servir e agradar a Deus. “Consagre ao Senhor tudo o que você faz, e os seus planos serão bem-sucedidos”  (Provérbios 16.3).

Flexibilidade e disposição para mudar o rumo. Uma das melhores coisas a respeito de objetivos é que buscá-los nos mantém em movimento. Precisamos de disposição para mudar planos e alterar a direção se as circunstâncias o exigir. “Em seu coração o homem planeja seu caminho, mas o Senhor determina os seus passos”  (Provérbios 16.9).

Reconhecer que somos instrumentos de Deus. Podemos ser diligentes na formulação e articulação de nossos objetivos e planos, mas será que consideramos que Deus tem intenções específicas para o que Ele nos tem chamado a fazer no mercado de trabalho? “Muitos são os planos no coração do homem, mas o que prevalece é o propósito do Senhor” (Provérbios 19.21).

Por Robert Tamasy

Próxima semana tem mais!

Postar um comentário