quinta-feira, 24 de abril de 2014

TER NAS MÃOS O FRUTO DA PROMESSA

23 Depois, vieram até ao vale de Escol e dali cortaram um ramo de vide com um cacho de uvas, o qual trouxeram dois homens numa vara, como também romãs e figos. 26 caminharam e vieram a Moisés, e a Arão, e a toda a congregação dos filhos de Israel no deserto de Parã, a Cades; deram-lhes conta, a eles e a toda a congregação, e mostraram-lhes o fruto da terra.” - Nm 13.23, 26

Is 65.1, 17, 18, 21-23 - “Fui buscado pelos que não perguntavam por mim; fui achado por aqueles que não me buscavam; a um povo que não se chamava do meu nome, eu disse: Eis-me aqui, eis-me aqui. 17 Pois eis que eu crio novos céus e nova terra; e não haverá lembrança das coisas passadas, jamais haverá memória delas. 18 Mas vós folgareis e exultareis perpetuamente no que eu crio; porque eis que crio para Jerusalém alegria e para o seu povo, regozijo. 21 Eles edificarão casas e nelas habitarão; plantarão vinhas e comerão o seu fruto. 22 Não edificarão para que outros habitem; não plantarão para que outros comam; porque a longevidade do meu povo será como a da árvore, e os meus eleitos desfrutarão de todo as obras das suas próprias mãos. 23 Não trabalharão debalde, nem terão filhos para a calamidade, porque são a posteridade bendita do SENHOR, e os seus filhos estarão com eles.”

Ter nas mãos o fruto da promessa é a antecipação daquilo que vamos viver. Quando Josué e Calebe voltaram de espiar a terra, eles trouxeram dos frutos da terra – uvas, um cacho tão grande que era preciso dois homens para carregarem, romãs e figos – antecipando assim a promessa que eles somente viveriam décadas depois. Hoje, o senhor colocará em nossas mãos o fruto da nossa promessa, o que vai nos fortalecer na nossa jornada. Ao longo dessa Campanha de Jejum, Deus tem nos limpado e nos preparado, e hoje, receberemos profeticamente em nossas mãos os frutos daquilo que desfrutaremos. Receba em tuas mãos esses frutos e tenha essa certeza: Deus nos dará boa jornada e desfrutaremos da nossa promessa!

TER NAS MÃOS O FRUTO DA PROMESSA SIGNIFICA:

1º) QUE EU SAIREI DO DESERTO – Is 43.19 - “Eis que faço coisa nova, que está saindo à luz; porventura, não o percebeis? Eis que porei um caminho no deserto e rios, no ermo.” - Sair do deserto significa: “Eu venci o período provação; Eu fui provado, aprovado e venci; Eu passei pelo tempo de Deus para a minha vida e agora é um novo tempo, tempo de colheita, em nome de Jesus!” Deus coloca um caminho no deserto, para que nós saiamos dele!!

Js 5.9-12“Disse mais o SENHOR a Josué: Hoje, removi de vós o opróbrio do Egito; pelo que o nome daquele lugar se chamou Gilgal até o dia de hoje. 10 Estando, pois, os filhos de Israel acampados em Gilgal, celebraram a Páscoa no dia catorze do mês, à tarde, nas campinas de Jericó. 11 Comeram do fruto da terra, no dia seguinte à Páscoa; pães asmos e cereais tostados comeram nesse mesmo dia. 12 No dia imediato, depois que comeram do produto da terra, cessou o maná, e não o tiveram mais os filhos de Israel; mas, naquele ano, comeram das novidades da terra de Canaã.” E sair do deserto, vai além do que nós possamos imaginar:

A) Deus vai fazer cessar o maná - Deus é Deus de livramentos para o Seu povo – mas nós não viveremos apenas de livramentos. O maná não era a bênção plena de Deus – era um livramento provisório. Deus coloca do fruto da promessa em nossas mãos para que tenhamos certeza que a promessa plena se cumprirá!

B) O Senhor vai te dar das novidades da terra – Preste atenção no texto – depois da Páscoa, eles comeram (pela primeira vez, depois de tanto ouvir falar da promessa) da novidade da terra. Receba no teu espírito essa certeza: “Prepare-se – porque você vai comer das novidades da terra – aquilo que você ouviu e creu, glorificando a Deus – agora chegou o tempo de Deus tornar realidade em sua vida!”

C) O Senhor te dará lugar na terra – Hoje, O Senhor te estabelece! Em todas as áreas da sua vida que você estava peregrinando, o Senhor te estabelece, em nome de Jesus! Acabou o deserto quer dizer: O senhor inaugura na tua vida um tempo de conquistas e de milagres. Sair do deserto significa um novo tempo de conquistas - No período de deserto não se conquista nada – se adquire força, resistência, mas conquistar mesmo, somente quando o deserto acaba.

2º) AUTORIDADE PARA EDIFICARMOS – PARA NÓS E NOSSA CASA – Is 65.21-23 – “Eles edificarão casas e nelas habitarão; plantarão vinhas e comerão o seu fruto. 22 Não edificarão para que outros habitem; não plantarão para que outros comam; porque a longevidade do meu povo será como a da árvore, e os meus eleitos desfrutarão de todo as obras das suas próprias mãos. 23 Não trabalharão debalde, nem terão filhos para a calamidade, porque são a posteridade bendita do SENHOR, e os seus filhos estarão com eles”. – Autoridade para edificar quer dizer:”

A) O roubo vai cessar – Vamos desfrutar do frutos do nosso trabalho e não vamos trabalhar para que outros comam;

B) Haverá colheita - Colheita de muitas sementes, até de sementes perdidas, lançadas e esquecidas e até mesmo que nós não semeamos – Jo 4.35-38 - “Não dizeis vós que ainda há quatro meses até à ceifa? Eu, porém, vos digo: erguei os olhos e vede os campos, pois já branquejam para a ceifa. 36 O ceifeiro recebe desde já a recompensa e entesoura o seu fruto para a vida eterna; e, dessarte, se alegram tanto o semeador como o ceifeiro. 37 Pois, no caso, é verdadeiro o ditado: Um é o semeador, e outro é o ceifeiro. 38 Eu vos enviei para ceifar o que não semeastes; outros trabalharam, e vós entrastes no seu trabalho. - O Senhor encherá as mãos do Seu povo de maneira espantosa neste tempo!

3º) TER UMA DESCENDENCIA ABENÇOADAIs 65. 23 - “Serão posteridade bendita e o os seus filhos estarão com eles!” – Isso quer dizer que haverá bom futuro. Declare com fé: “Deus tem pra minha vida e pra minha família um bom futuro! - Saber que haverá bom futuro é ter a seguinte certeza:

A) O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem ao amanhecer – Sl 30.5

B) Basta a cada dia o seu próprio mal – Mt 6.34

C) As misericórdias do Senhor se renovam a cada manhã – Lm 6.23

HOJE, DEUS COLOCARÁ EM NOSSAS MÃOS O FRUTO DA PROMESSA E NÓS VIVEREMOS AS BÊNÇÃOS DE Jl 2.23-29:

“Alegrai-vos, pois, filhos de Sião, regozijai-vos no SENHOR, vosso Deus, porque ele vos dará em justa medida a chuva; fará descer, como outrora, a chuva temporã e a serôdia. 24 As eiras se encherão de trigo, e os lagares transbordarão de vinho e de óleo. 25 Restituir-vos-ei os anos que foram consumidos pelo gafanhoto migrador, pelo destruidor e pelo cortador, o meu grande exército que enviei contra vós outros. 26 Comereis abundantemente, e vos fartareis, e louvareis o nome do SENHOR, vosso Deus, que se houve maravilhosamente convosco; e o meu povo jamais será envergonhado. 27 Sabereis que estou no meio de Israel e que eu sou o SENHOR, vosso Deus, e não há outro; e o meu povo jamais será envergonhado. 28 E acontecerá, depois, que derramarei o meu Espírito sobre toda a carne; vossos filhos e vossas filhas profetizarão, vossos velhos sonharão, e vossos jovens terão visões; 29 até sobre os servos e sobre as servas derramarei o meu Espírito naqueles dias.”

1) SUPRIMENTO;

2) RESTITUIÇÃO;

3) MILAGRES;

4) HONRA;

5) PRESENÇA DE DEUS

6) RECONHECIMENTO

7) DERRAMAR DO ESPIRITO SANTO DE DEUS

Postar um comentário