segunda-feira, 11 de março de 2013

Como Você Está Investindo Sua Vida?

Ao longo dos últimos 20 anos conheci CEO's muito bem-sucedidos do ponto de vista empresarial. Alguns a partir de modestas somas de capital, criaram empresas de tamanho considerável e as venderam por milhões de dólares. Outros geraram centenas de empregos dirigindo grandes corporações. Contudo, imagino se esses indicadores tangíveis por si só significam que esses indivíduos foram realmente bem-sucedidos na vida.

A resposta depende de como se define sucesso. Que é sucesso para você? Você mede sucesso pela quantia de dinheiro que ganha, pelo tamanho da sua empresa ou pela qualidade de seus relacionamentos com Deus, família e amigos? E como Deus avaliaria o sucesso em sua vida? 

Para mim a resposta é determinada por estarmos ou não cumprindo o propósito que nos foi dado por Deus e fazendo a vontade Dele em nossa empresa e nossa família, na comunidade onde prestamos culto, no círculo de nossos amigos, no mercado de trabalho como um todo e na cidade onde vivemos. 

Costumo avaliar sucesso através das lentes de um investidor. Todos os dias preciso determinar onde maximizar meu investimento de tempo, talentos, riquezas, capital relacional e energia física. Tudo isso são dons dados e confiados a mim por Deus. As escolhas de como e quando investi-los nem sempre são fáceis, porém, muito importantes. Como diz 1Coríntios 4.2-5: “O que se exige de quem tem essa responsabilidade é que seja fiel...(o Senhor) trará para a luz os segredos escondidos no escuro e mostrará as intenções que estão no coração das pessoas. Então cada um receberá de Deus os elogios que merece”. 

Por exemplo, devo gastar horas extras na minha empresa promovendo seu crescimento ou investir esse tempo em casa jantando com minha esposa? Será que gasto tempo regularmente conversando com minha mãe idosa nas tardes de domingo ou invisto esse tempo lendo meu jornal preferido? Saio passeando de bicicleta aos domingos de manhã ou invisto esse tempo com minha comunidade religiosa? Participo de evento para ajudar em prisões ou no torneio do clube de campo? Decisões, decisões! Elas exigem sabedoria vinda de Deus. 

Todos os investidores tentam maximizar o retorno do capital aplicado. É exatamente isso que tento fazer na minha vida em geral. Como diz 1Coríntios 4, e outras partes da Bíblia, um dia Deus fará revisão na minha vida e pedirá contas da forma como investi os talentos que Ele me deu. Como administrador desses talentos - e não dono - devo pensar como Ele (o verdadeiro Dono) gostaria que eu investisse o que me confiou. 

Embora devamos primeiramente buscar ser bons administradores/investidores porque amamos a Deus e queremos servi-Lo, nosso Criador também entende nossa natureza humana. Ele sabe que queremos ser reconhecidos e recompensados como bons investidores. E a Bíblia deixa claro que Deus recompensará, tanto nesta vida como no Céu, nossa fidelidade em administrar/investir todos os Seus dons.

No próximo post, vou apresentar ideias específicas para nos assegurarmos de ser bons investidores dos recursos que Deus confiou ao nosso uso e cuidado. Até lá, pare e considere como você está se saindo ao “investir sua vida”. 

Por Lane Kramer - Próxima semana tem mais!


Postar um comentário