sexta-feira, 8 de março de 2013

Mulher?! Qual tem sido o seu adorno?!

A mulher, desde a antiguidade, sempre gostou de se adornar. Ou seja, sempre gostou de cuidar de sua aparência. Gastamos muito com roupas, acessórios e tratamentos de beleza. Na verdade, não existe mulher feia. Existem sim mulheres que não cuidam de sua aparência, especialmente diante de todos os recursos que o mundo moderno nos oferece.

Não resta dúvida de que toda mulher se sente bem quando está bem arrumada, bem vestida, bem cuidada. Isto eleva a nossa auto-estima. A mulher gosta de cuidar de sua aparência para ser admirada, apreciada por todos e para se sentir bem.

Todo este cuidado é muito bom e saudável, faz parte de nossa natureza. Entretanto, a mulher não pode se esquecer de um grande detalhe, o cuidado com a beleza interior. Vejamos o que disse o Apóstolo Pedro a este respeito:

“Não seja o adorno da esposa o que é exterior, como frisado de cabelos, adereços de ouro, aparato de vestuário; seja, porém, o homem interior do coração, unido ao incorruptível trajo de um espírito manso e tranqüilo, que é de grande valor diante de Deus”. (I Pedro 3:3,4)

Convém inicialmente salientar que Pedro não quis dizer que a mulher não deve se enfeitar, se arrumar, cuidar de sua aparência. Digo isto porque muitos interpretam este texto desta forma, achando que a mulher não pode se adornar, se cuidar, se vestir bem. Na verdade, ele quer dizer que o que deve sobressair na mulher é a identidade de uma mulher mansa e tranquila, que possui equilíbrio em suas emoções. Ou seja, as virtudes que a mulher carrega em seu interior devem ser o seu grande diferencial, pois são tais virtudes que a manterão de pé diante das adversidades da vida, revestindo-a de uma identidade forte. inabalável.

Por este motivo, a Palavra afirma que a mulher virtuosa tem um valor inestimável, incalculável “Mulher virtuosa, quem a achará? O seu valor muito excede o de finas jóias”. (Prov. 31:10)

Percebo que muitas vezes nós mulheres investimentos muito em nosso exterior e nos esquecemos de cuidar de nosso interior, pois é comum nos depararmos com mulheres lindas, porém histéricas, descontroladas, amarguradas, interiormente destruídas. Mulheres dignas de uma boa vitrine mas totalmente pobres de espírito. Mulheres que com a sua tolice destroem a sua própria casa. Mulheres que não buscam o equilíbrio que se encontra em Jesus Cristo, que se apóiam na Palavra de Deus que é capaz de criar em nós um espírito manso e tranquilo.

Penso que Deus nos quer lindas de forma completa, como Ester, por exemplo, que por ser tão linda e sábia conquistou o coração do rei. A sua beleza ia muito além de seus adornos, de seus adereços. Sua verdadeira beleza residia no equilibro emocional de uma mulher que temia ao Senhor. Uma mulher que utilizou a sua beleza para cumprir um chamado, um propósito de Deus e não simplesmente para ser admirada, invejada ou seduzir homens e prostrá-los aos seus pés.

Que sejamos lindas tanto interiormente quanto exteriormente. Que sejamos completas, que sejamos maduras, que sejamos equilibradas. Que o Senhor adorne o nosso interior com as suas virtudes, com os seus dons, com a sua natureza. Que sejamos mulheres de grande valor diante de Deus.

Pra. Ioná Loureiro

Postar um comentário